Confira 5 motivos para você se especializar em odontologia hospitalar

A odontologia hospitalar é a especialidade que se dedica, conforme o Hospital Sírio Libanês, “aos cuidados das alterações bucais que exigem procedimentos de equipes multidisciplinares nos atendimentos de alta complexidade”. Ao profissional especializado em odontologia hospitalar cabe contribuir para, segundo o hospital, “minimizar o risco de infecções oriundos da região bucal, melhorar a qualidade de vida do paciente, reduzir o tempo de internação e diminuir o uso de medicamentos ou mesmo da nutrição parenteral”. Se você ainda não possui esse curso em seu currículo, continue a leitura e conheça motivos que vão lhe convencer a se especializar em odontologia hospitalar.

Nos últimos anos, é fato que essa especialidade vem crescendo de forma significativa, em virtude de sua importância para o fornecimento de um atendimento completo e de alta qualidade aos pacientes submetidos a tratamentos de alta complexidade médica, como os que sofrem de câncer, cardiopatia e diabetes, por exemplo.

Ao mesmo tempo em que se torna uma função indispensável em um hospital, surge como uma oportunidade de especialização para um dentista.

diferencial-profissional-dentista

1. Diferencial profissional

O primeiro motivo pelo qual você deve se especializar em odontologia hospitalar é que ela poderá garantir diferencial competitivo no mercado, uma vez que ela destaca o dentista, fazendo com que ela se sobressaia em relação à concorrência.

A título de informação, conforme uma matéria publicada pela Exame em outubro de 2018, sobre o mercado de odontologia, o Brasil é o país com mais dentistas no mundo. São, hoje, mais de 310 mil dentistas atuando nas mais diversas áreas do mercado público e privado.

Numa estimativa elaborada pelo Conselho Federal de Odontologia, tem-se um dentista para cada cerca de 670 habitantes.

Ainda que numa primeira análise aparente que o mercado de odontologia necessite de mais profissionais da área, é fato que, comparado com o mundo, somos um país que possui uma demasiada quantidade de dentistas, informação que levanta uma importante questão: o que fazer para se diferenciar entre os mais de 300 mil dentistas? Uma capacitação em odontologia hospitalar pode ser a solução que precisa.

2. Crescimento das vagas de odontologia hospitalar

Com o desenvolvimento do sistema de saúde brasileiro, tanto público como privado, houve um crescimento em relação à área de odontologia hospitalar, segundo o site de empregos Trovit, que reúne oportunidades profissionais das mais diversas áreas de saúde.

Conforme notícias do mercado que acompanhamos, mensalmente são ofertadas diversas vagas para profissionais especializados em Odontologia Hospitalar, para regiões de todo o Brasil.

crescimento-vagas-odontologia-hospitalar
cirurgiao_dentista_na_ uti

3. A importância do Cirurgião-Dentista na UTI

O cirurgião-dentista assume hoje, vital importância para o atendimento de qualidade ao paciente que se encontra nas unidades de terapias intensivas (UTIs), ao menos conforme o Hospital Sírio Libanês.

De acordo com o hospital, é fato que desde criança aprendemos a escovar os dentes e isso é fundamental para se ter uma saúde bucal impecável. Todavia, alerta que os cuidados com a saúde bucal deve acompanhar não só a vida adulta, mas, sobretudo, nos momentos frágeis da vida, que são quando a pessoa desenvolve um problema que carece de tratamento especial.

“Para alguns grupos de risco, por exemplo, os pacientes em tratamento contra o câncer, cardiopatas, diabéticos e internados nas unidades de terapia intensiva (UTI), a atenção com a saúde bucal deve ser ainda maior. Esses pacientes passam por períodos de baixa imunidade e as infecções oportunistas por fungos, vírus e bactérias na cavidade oral podem gerar riscos sistêmicos. Além disso, alguns tratamentos contra o câncer podem gerar complicações na boca, como mucosites e falta de saliva.”, complementa os especialistas do Hospital Sírio Libanês.

Com base no que foi mencionado, não resta dúvida o quanto importante é contar com um especialista em Odontologia Hospitalar nas UTIs.

4. Ótimo salário

Ao se especializar em Odontologia Hospitalar você pode ganhar, conforme a plataforma SalárioBR, uma média de R$ 8 a R$ 9 mil reais, por um período de trabalho de 20 horas semanais, dependendo do cargo e da região de atuação.
otimo-salario-odontologia

O profissional em Odontologia Hospitalar pode atuar em equipes multidisciplinares no âmbito de um hospital e, conforme o tratamento do paciente, prestar assistência odontológico, de modo a garantir que ele tenha uma melhor qualidade de vida e que o seu tratamento seja encerrado o mais rápido possível com sucesso.

legislacao-odontologia-hospitalar

5. Legislação que obriga a presença de profissionais da odontologia em hospitais

Para concluir este conteúdo, não poderíamos deixar de destacar que, em 2008, foi apresentado um projeto de lei (PL 2776/2008) que estabelecia a obrigatoriedade da presença de profissionais de odontologia em hospitais, clínicas, consultórios, UTIs, tanto públicos como privados.

O referido projeto de lei foi para o Senado Federal e recebeu emendas, que ampliaram a atuação do profissional em odontologia no âmbito de um hospital. Conforme especialistas, as emendas trataram de implementar as seguintes observações: assistência odontológica para pacientes das UTIs, portadores de doenças crônicas e para aqueles que forem atendidos em regime domiciliar (modalidade home care).

O projeto, que recebeu uma nova nomenclatura (PL Nº 34, de 2013), ainda está em tramitação no Senado Federal, aguardando análise do plenário. Todavia, o avanço do tema no Congresso Nacional indica que em breve a Odontologia Hospitalar assumirá papel ainda mais importante no contexto da preservação da saúde bucal da população.

Conclusão: se especializar em Odontologia Hospitalar

Após a leitura deste conteúdo, percebeu que deve se especializar em Odontologia Hospitalar para sair na frente dos colegas de profissão, bem como para crescer profissionalmente? Em caso de resposta positiva, saiba que o CEMOI oferece o Curso de Odontologia Hospitalar. Se ainda tem dúvidas conheça casos de sucesso na odontologia hospitalar em nosso artigo.

O Curso de Odontologia Hospitalar do CEMOI tem duração de 15 meses e uma carga horária de 520 horas. A qualificação é oferecida tanto na unidade o CEMOI no Rio de Janeiro, como em Brasília.

Ao fim do curso, o aluno estará apto a compreender, entre outras coisas, as patologias bucais que podem comprometer o quadro clínico geral do paciente, as principais doenças sistêmicas e o funcionamento administrativo e de atendimento de um hospital.

Ficou interessado nesta oportunidade e gostaria de conhecer melhor o curso de Odontologia Hospitalar do CEMOI? Conheça a especialização agora mesmo aqui! O curso foi feito para quem deseja crescer profissionalmente e se destacar no mercado.

Deixe um comentário