Chat with us, powered by LiveChat

Pré-natal odontológico pode evitar parto prematuro

Share

Pré-natal Odontológico qual a relação com o meu bebê?

Grande parte das mulheres não sabe, mas existe relação entre saúde bucal e gravidez. Isso mesmo. E tem mais. Já foi comprovado que a condição periodontal está associada ao nascimento de bebês prematuros e/ou baixo peso.

parto prematuro odontologia hospitalar

Principal vilão

Um estudo publicado na Revista UNINGÁ teve como objetivo compreender a relação entre a doença periodontal e as complicações geradas durante o período gestacional, e assim, reafirmar a necessidade e importância da prevenção e acompanhamento odontológico no pré-natal.

Uma das considerações da pesquisa foi que a presença de bactérias gram-negativas e seus produtos conseguem atingir o líquido amniótico por via hematogênica, e a mesma ser exacerbada pelas alterações hormonais características desta fase.

"A doença periodontal é a segunda patologia mais encontrada e pode ocorrer em até 100% das mulheres grávidas"

Doença silenciosa

A doença periodontal é a segunda patologia mais prevalente no mundo.

Pode acometer cerca de 30% a 100% de pacientes do gênero feminino durante a gestação. Por isso, a importância do pré-natal odontológico, que pode chegar a evitar 99% dos casos de gengivite, doença difícil de ser detectada pela paciente.

Como evitar

Dessa maneira, as visitas regulares com um cirurgião-dentista é de suma importância na rotina de gestantes. As chances de partos prematuros e/ou baixo peso diminuem consideravelmente.

E vale lembrar, após o filho nascer, os cuidados com a saúde bucal durante amamentação também são fundamentais.

Deixe um comentário

Share