Chat with us, powered by LiveChat

Como aumentou a segurança e confiança de uma dentista de UTI

Share

[dropcap style=”dark”]N[/dropcap]o dia Internacional da Mulher nossa equipe escolheu a Dra Lygia Maria, uma dentista de UTI, como representante das cirurgiãs dentistas que atuam em ambiente hospitalar. Formada pela Universidade Federal Fluminense – UFF há 27 anos, aspirava por conhecer as peculiaridades da Odontologia em Unidade de Terapia Intensiva. Movida pela paixão à profissão, reconhece que o tempo não a afastaria de novos desafios e que os conhecimentos multiprofissionais recém adquiridos, ao longo da capacitação, seriam decisivos para conquistar a tão sonhada segurança na avaliação de casos de maior complexidade.

Funcionária pública do Hospital Infantil de Palmas – HIPP, a Dra Lygia afirma que não há mais o receio de atender pacientes graves. Olho para os monitores e sei a função de cada um. O dentista dentro de UTI reduz em muito o índice de pneumonia associada à ventilação mecânica, além de elevar as chances de vida do paciente. Adequação do meio bucal e a correta higienização, aparentemente procedimentos simples, mas, de extrema importância, se bem conduzidos por um profissional capacitado, os resultados são surpreendentes.

A motivação por desvendar novos conceitos é uma das características que destaca um profissional no mercado de trabalho. Existe uma explicação científica para isso que vai além do retorno financeiro. Um artigo publicado na Revista de Negócios de Harvard tendo por base o estudo de dois pesquisadores Yoon Jik Cho e James Perry revela que os níveis de engajamento de funcionários públicos eram três vezes mais fortemente relacionados com as motivações vindas de dentro da pessoa do que aquelas estimuladas por recompensas financeiras. O estudo foi elaborado a partir de uma amostra representativa de mais de 200.000 funcionários públicos norte-americanos. Quando os funcionários têm pouco interesse em recompensas externas, a motivação intrínseca tem um efeito positivo substancial nas funções gerenciais ou operacionais. No entanto, quando os funcionários estão focados em recompensas externas, os efeitos sobre o engajamento são significativamente diminuídos. Isso significa que os funcionários que estão motivados intrinsecamente são três vezes mais engajados do que os funcionários que estão motivados extrinsecamente (como por dinheiro). É simples, é mais provável que se dedique mais a profissão, aquele que se concentrar mais no trabalho em si, e menos propenso a apreciá-lo aqueles que estão focados em dinheiro.

O intuito desse post é deixar uma mensagem nesse 08 de março de 2015. Um dia muito especial direcionado aquelas que no dia a dia destacam-se pela garra e determinação de vencer e ultrapassar obstáculos, mesmo sem o reconhecimento financeiro merecido, nos inspiram em novas conquistas e nos encorajam para viver a cada instante como se fosse os últimos das nossas vidas.

Fonte: Relato Caso – Dra Lygia Maria – TO

Deixe um comentário

Share