Chat with us, powered by LiveChat

Casa de Saúde São José implementa a Odontologia Hospitalar na UTI

Share

Casa de Saúde São José implementa a Odontologia em seu corpo clínico

A reconhecida qualidade da Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, ganhou um reforço com a entrada da equipe de cirurgiões-dentistas do CEMOI Clínica Integrada – Hospitalar e Domiciliar.

A inserção se deu em junho de 2016, apesar dos cursos do CEMOI já serem realizados no local desde 2014.

A equipe

A equipe é formada pelos cirurgiões-dentistas Claudia Baiseredo, João Paulo Vieira, Josiane Sá, Júlia Lamy, Mauro Rotband e Priscila Mendes Viana.

Para Claudia Baiseredo, diretora do CEMOI, a Casa de Saúde São José saiu na frente, principalmente por conta da aprovação do Projeto de Lei (PLC 34/2013) pela Comissão de Assuntos Sociais do Senado. O conteúdo da Lei estabelece a obrigatoriedade da presença do cirurgião-dentista em todas as Unidades de Terapia Intensiva, seja para hospitais públicos ou privados.

“Todos os profissionais são habilitados em Odontologia Hospitalar. Atuam nas Unidades de Tratamento Intensivo, unidade coronariana, semi-intensiva e andares de internação”, explica a Dra Josiane Sá.

"Todos os profissionais são habilitados em Odontologia Hospitalar. Atuam nas Unidades de Tratamento Intensivo, unidade coronariana, semi-intensiva e andares de internação"

Parceria

Ao contrário do que alguns pensam, a Odontologia Hospitalar não aumenta os custos dos hospitais, já que ela colabora com a redução da pneumonia associada à ventilação e na melhora dos pacientes de UTIs”, aponta a diretora do CEMOI.

A parceria foi selada graças a uma criteriosa análise de investimento realizada pelo conselho administrativo. Um dos pontos destacados pela equipe gestora que motivou a parceria, foi a possibilidade de agregar maior qualidade no atendimento e recuperação dos pacientes.

Inúmeros outros benefícios podem ser listados, como a redução de tempo e de custos de internação. A diminuição do gasto com antibióticos de alto custo e prescrição de medicamentos também foram ressaltados.

Outros benefícios foram pontuados, como :

  • diagnóstico precoce de doenças graves;
  • queda na indicação de nutrição parenteral com o paciente; e
  • melhoria da qualidade de vida do paciente.

Deixe um comentário

Share